últimas

do blog - Dicas

Imóvel ou Móvel

As conquistas fazem parte da vida. Desde que nascemos estamos constantemente buscando evolução: engatinhar, caminhar, disputar o colo da mãe, ganhar um brinquedo, uma bicicleta e assim por diante. A partir do momento em que deixamos a infância e partimos para a vida adulta, já é possível e prudente pensar em poupar. Neste momento nossos desejos continuam a nos fazer companhia, é  aí que devemos ter muita disciplina e entender a diferença entre Despesa e Investimento.

Tudo aquilo que adquirimos e que consome nosso dinheiro, sem nos trazer retorno financeiro de volta. É despesa, mas não como viver sem elas. Como por exemplo: comidas, roupas, passeio. Na realidade podemos ver que as despesas não trazem retorno finaceiro e sim emocional porque ela gera vários bons momentos e memórias afetivas.

Já onde colocamos nosso dinheiro, esperando obter de volta mais dinheiro do que aplicamos. É investimento Exemplo: Aplicações bancárias, títulos, fundos de investimentos, imóveis etc.

Agora vamos comparar as duas aquisições: Carro ou Imóvel .

Certamente ambas tem suas vantagens e desvantagens, e dependendo de seus desejos e de suas necessidades -  você saberá o melhor a fazer. Pensando em te ajudar nessa decisão, vamos mostrar como cada um é valorizado, versátil, o risco de cada, entre outros fatores.

Valorização:  Logo que compramos um carro Zero Km, ao sair da concessionária perdemos 20% de seu valor imediatamente, e mais 10% ao ano aproximadamente. Já o imóvel, principalmente terrenos eles só valorizam, chegando a um ganho de valor de até 30% só no primeiro ano.  Incomparável !

Versatilidade: Obviamente você não vai sair por aí dirigindo seu imóvel.  Essa é uma das diferenças entre um bem móvel e um bem imóvel. Certamente o veículo é muito mais versátil na questão de mobilidade. Mas para isso  existem opções bem econômicas como de mobilidade urbana, como o Uber por exemplo.

Risco: Você já ouviu falar de alguém que comprou um imóvel (terreno) e no dia seguinte ele foi roubado, sofreu um acidente, causou prejuízos físicos ou materiais a alguém?  Pois é... Infelizmente não é nada raro isso acontecer com um carro. Já o imóvel isso é praticamente impossível.

Liquidez: Tão importante quanto ter dinheiro na mão, é pensar no futuro, por isso se diz: “Pés no presente e olhos no futuro”. Na hora da venda, provavelmente você encontrará mais facilidade em vender seu carro, a vender o imóvel. Talvez tal facilidade seja pelo valor ser mais baixo, ou por ter desvalorizado, mas fato é que o veículo sempre terá maior liquidez.

Retorno financeiro: Como todo investimento, o que se espera é um bom retorno financeiro.  Com certeza ao buscar retorno com o veículo, certamente terá um valor menor do que aquele que você dispôs para comprá-lo. Já o móvel, certamente terá valorizado e você receberá um valor significativamente maior do que aquele que pagou no ato da compra.

 

Possibilidade de reinvestimento: Todo acessório que se instala no veículo, certamente tem um custo, mas jamais será alvo de grande valorização do conjunto. Já o terreno, toda construção que fizer, terá o valor dela agregado ao terreno e certamente algo a mai “o lucro”.

E se for parcelado/Financiado: O que acontece no final ? Quando falamos de compra parcelada ou financiada, a disparidade é maior ainda, pois ao final do financiamento do veículo você terá pago na soma das parcelas um valor muito acima do valor atual do veículo. Já o imóvel, historicamente a tendência é ser contrária, ou seja, se somar o valor das parcelas pagas verá que é bem mais abaixo que o valor atual do imóvel, isso devido a sua valorização ter sido maior do que o acréscimo nas parcelas.

Logicamente qualquer investimento sugere cautela, pois vai lhe exigir um comportamento de pagamento constante para evitar aborrecimentos.

Investir o dinheiro em um imóvel te garantirá segurança e um retorno maior no futuro

Como escolher um apartamento ideal para a familia toda

Saber qual é o perfil da família não é nenhum bicho de sete cabeças: ao analisar um imóvel, é legal ver a opinião de todos e conversar a respeito, verificando se a maioria está de acordo e, caso contrário, por que aquele imóvel não serve.Você conseguem identificar na prática o que precisa ser encontrado nas características do imóvel. Mas é lógico que o ideal é que haja uma conversa prévia antes de iniciar as pesquisas e visitas.

O local ideal é próximo dos centros e em bairros de fácil acesso. Por mais que você goste de tranquilidade, uma localização privilegiada será de grande valia na praticidade do cotidiano para todos os membros da família.

A escola das crianças deve ser levada em conta, assim como as rotas para chegar ao trabalho. Se o bairro contém farmácias e médicos, padarias, supermercados e outros serviços próximos.

O conforto é um item bem relativo na hora de analisar o imóvel e se ele está de acordo com o perfil da família. A quantidade de quartos deve ser suficiente para comportar a todos, o tamanho deve ser ideal para gerar conforto sem deixar o ambiente apertado, o espaço deve comportar a decoração e todos os móveis.

Se o imóvel tiver suíte e cômodos diferenciados, já conta como ponto favorável para o investimento. Outro item que exprime conforto é a área de lazer, que permite uma qualidade de vida melhor. Condomínios com área comum bem diversificada é a chave para que o perfil da família e de cada membro dela esteja de acordo com o novo lar.

Para as crianças, playground e piscina infantil são alguns itens interessantes, enquanto que os adultos devem se satisfazer com uma piscina maior, sauna, academia, salão de festas etc.